Filosofia Iogue

Pessoas que desejam falar sobre filosofia de vida, meditação, experiências espirituais, samadhi, pranayama, ioga, kundalini, agni ioga e ensinamentos do Mestre Iogue Sri Kumara Avatar e relatos de seus alunos.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Algumas palavras sobre o nosso instrutor

Foi em 24 de agosto do ano de 2000 que nosso instrutor atingiu o savikalpa samadhi, após 19 anos de práticas diárias de meditação iogue. E em 15 de outubro do mesmo ano foi ainda mais longe e conseguiu a conquista do nirvikalpa samadhi no seu nível mais elevado, com a ajuda de seu mestre iogue, Babaji Quinto Senhor.

O primeiro encontro com seu mestre Babaji se deu em fevereiro de 1987, quando nosso instrutor foi levado, por aquele que fora seu Hierofante , o iogue U. O. Luckner, até à cidade de Ibez na Serra do Roncador, ou simplesmente Cidade Z, mesma cidade a que se refere o Coronel Percy Fawcett em sua infatigável busca no início do século XX. Lá nesta misteriosa cidade, nosso instrutor conheceu Babaji, que já habitou os altiplanos do Peru e também dos Himalayas. As experiências espirituais pelas quais passou enquanto esteve em Z, marcaram profundamente a consciência de nosso Instrutor.

Três anos mais tarde, em 1990, também no mês de fevereiro, nosso instrutor foi levado novamente à Serra do Roncador, mas para conhecer a Contraparte Espiritual de seu Mentor Babaji, Mãe Ignez. Ela disse-lhe algumas poucas palavras e o abençoou, prometendo-lhe proteção eterna contra todos os muitos ataques de inimigos que viria a ter no decorrer de sua jornada espiritual, o que foi e tem sido comprovado em todos esses anos. Somente os que vivem mais próximos de nosso instrutor podem avaliar as muitas provações pelas quais passou. Mas nenhuma conquista, seja ela material ou espiritual, é feita sem provações, todos nós sabemos.

Durante os anos que se seguiram nosso instrutor desenvolveu uma capacidade de abençoar que procurou imediatamente colocar a serviço das pessoas que necessitavam de ajuda física e espiritual. Abençoou e curou muitas pessoas e lares, sem cobrar pelas muitas sessões diárias. Pessoas aflitas, vítimas dos mais variados males vinham procurar alívio com nosso instrutor e fomos testemunhas de seus muitos dons. Muitos dos que reberam a graça de nosso instrutor são eternamente agradecidos, enquanto outros já se esqueceram, porém tudo o que foi feito por ele foi sem qualquer expectativa de reconhecimento, mas somente por amor ao seu semelhante.

Em julho de 1999 nosso querido instrutor retornou à Serra do Roncador, ao mesmo local onde estivera há nove anos, quando foi abençoado pela Mãe Ignez, sua Protetora e também Mestra. Novamente encontrou-A e dela recebeu novas orientações.

Em janeiro de 2001, de um novo encontro com seu Mestre Babaji, o Quinto Senhor, surgiu a decisão de criar a técnica OMkaarambindu Agni Ioga, cujo objetivo é não somente prover aos aspirantes sul-americanos um caminho mais curto para atingir o samadhi, mas também desenvolver o conhecimento direto, que é a percepção direta dos níveis superiores da consciência cósmica.

Nosso instrutor residiu, juntamente com seus filhos e alguns de seus discípulos, durante 04 anos (01 ciclo de tempo conforme profetizara seu, então, Hierofante) nas proximidades da Serra do Roncador. Em agosto de 2004 seu Mestre Babaji apareceu-lhe e disse sobre suas diretrizes futuras e que não temesse as provações pelas quais passaria em breve. Imediatamente nosso instrutor transmitiu a seus discípulos o que havia ouvido de seu Mestre.

Em janeiro de 2005, após ter sido consagrado pelo Quinto Senhor, deu início às aplicações do que aprendera no Roncador, ensinando a seus alunos a técnica de OMkaarambindu Agni Ioga, o Ioga da Sexta Raça Raiz.


Nosso instrutor, já tendo atingido este nível de percepção de consciência cósmica, nos dá provas diárias deste maravilhoso alcance a que pode chegar a consciência do homem. Além da percepção do universo interior e exterior, adquire-se naturalmente a capacidade de se ter Compaixão pelas criaturas.

Hoje, dentre aqueles discípulos que acompanham nosso instrutor desde o início dos anos 90, já são cinco os que conseguiram, com a sua bênção (shaktipata) e suas técnicas iogues, alcançar a graça do samadhi, sendo que um dentre esses cinco já alcançou os primeiros níveis do nirvikalpa samadhi.

Por hoje é só o que tenho a dizer.

Com amor, Sri Saloah Devi.

3 comentários:

Cíntia Peixoto disse...

É com muita reverência que agradeço à Divindade de ser discípula de um Mestre tão Iluminado. Namastê, Cíntia Peixoto

Sri Bhaktiananda disse...

As datas mais que considero importantes nesta minha atual encarnação são a de 02/05/1991, quando conheci o Bem Amado Mestre e 20/03/2004, quando, por sua Graça, atingi o samadhi. Expresso aqui a minha mais profunda gratidão.
Sri Bhaktiananda

Julio Peixoto disse...

Conheci meu Mestre no final do anos 80. Naquela época, já um jovem instrutor de uns poucos discípulos, um homem simples e um pai dedicado e amoroso, que me impressionara com Sua sabedoria, Sua coragem e determinação em seguir Seu caminho rumo à Consciência Divina. Durante os anos 90, dentro da minha capacidade de percepção, O via alargar cada vez mais Sua Consciência, pois os Ensinamentos que transmitia a nós discípulos, transformaram para sempre nossas maneiras de olhar e viver a vida. Presenciei um número enorme de pessoas, recebendo Suas Bençãos, através das quais, estavam elas sendo curadas de diversos males espirituais, o que Ele fazia sem qualquer recompensa financeira, apenas porque essa era, naquele período, Sua missão.
Atesto aqui, a quem possa interessar, que nenhum de nós, nenhuma pessoa, pode imaginar Seu grande sacrifício, senão Ele próprio.
Do início dessa atual decada, até seu meado, obtivemos o dharma e o privilégio, eu e minha esposa, de morar no Seu Ashram Roncador, no Mato Grosso e em Seu Ashram em Belo Horizonte. Foram anos, que jamais esquecerei e que marcaram profundamente essa minha encarnação. Estou longe, muito longe de ter a percepção e a consciência de meu Querido Mestre, e de meus irmãos condiscípulos, mas Sua presença, vibração e ensinamentos, transformaram meu interior para sempre. Sou eternamente agradecido a Ti Mestre. Em minhas meditações diárias, rogo à Divindade que me ajude a conquistar mais a maturidade espiritual e a percepção, para que eu possa retribuir, não só em palavras, mas também em ações e principalmente em consciência, todo o Seu amoroso sacrifício.
Obrigado, Abençoado Senhor.
Júlio